quinta-feira, 10 de março de 2011

A Parábola do Filho pródigo


Segundo o Evangelho de Lucas:
(fonte:. hist20)

Certo homem tinha dois filhos. O mais moço deles disse ao Pai: Dá-me a parte que me cabe dos bens e o Pai lhes repartiu os haveres.
     Passados não muitos dias o filho mais moço, ajuntando tudo o que era seu, partiu para uma terra distante e lá dissipou todos os seus bens, vivendo de maneira dissoluta.

     Depois de consumir tudo, sobreveio àquele homem uma grande fome, e ele começou a passar necessidade.
     Então ele foi e se agregou a um dos cidadãos daquela terra, e este o mandou para seus campos a guardar porcos. Ali desejava ele fartar-se das alfarrobas que os porcos comiam, mas ninguém lhe dava nada.
     Então caindo em si disse: Quantos trabalhadores de meu Pai têm pão com fartura e eu aqui, morro de fome.
     Levantar-me-ei e irei Ter com meu Pai e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra Ti. Já não, sou digno de ser chamado Teu filho, trata-me como um dos teus trabalhadores. E, levantando-se foi para o seu Pai.


     Vinha ele ainda longe, quando seu Pai o avistou, compadecido dele, correndo o abraçou e beijou.
     E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e diante de ti: já não sou digno de ser chamado teu filho.
     O Pai porem, disse aos seus servos. Trazei depressa a melhor roupa, vesti-o, pondo-lhe um anel no dedo. E sandálias nos pés. Trazei também e matai o novilho cevado. Comamos e regozijem-nos, porque este meu filho estava morto e reviveu. Estava perdido e foi achado e começaram a regozijar-se.
     Ora o filho mais velho estava no campo: e, quando voltava ao aproximar-se da casa, ouviu a música e as danças. Chamou um dos criados e perguntou o que era quilo. O criado informou: Veio teu irmão e teu Pai mandou matar o novilho cevado, porque
 o recuperou com saúde.

     Ele se indignou e não queria entrar: saindo porem o Pai, procurava conciliai-lo Mas ele respondeu a seu Pai: Há tantos anos que te sirvo sem jamais transgredir uma ordem sua, e nunca me deste um cabrito sequer para alegrar-me com os meus amigos. Vindo porem, esse teu filho, que desperdiçou os teus bens com meretrizes, tu mandaste matar para ele o novilho cevado?
     Então lhe respondeu o Pai: Meu filho, tu sempre estás comigo: Tudo o que é meu é teu. Entretanto era preciso que nos alegrasse-mos, porque esse teu irmão estava morto e reviveu estava perdido e foi achado. 
     Há mais alegria no Céu por um pecador que se arrepende, do que por todos os justos que ali estejam.
  
Disponho aqui os visuais:


Espero que seja muito útil!!
Envie sugestões e compartilhe seu material aqui!
Fonte:http://jesuseascriancinhas.blogspot.com/2010/09/parabola-do-filho-prodigo_29.html


3 comentários:

Sonhos De Deus disse...

Oii minha linda,bom dia uma benção a mensagem papai do céu ti ilumine cada dia mais ,passando pr ti desejar um lindo final de semana,e que você mantenha o foco no futuro,não perca a coragem,confia em Deus e tera uma grande recompensa,bjks!!!

Marivan disse...

Seja bem-vindo ao UBE. Gostaria de ser seu amigo.Pode acompanhar as minhas notícias e se tornar membro do meu blog no:
http://radiopentecostal.blogspot.com/

Qualquer coisa estamos por aí.

Marivan.

Palavras de Menina disse...

que belo
cantinho parabéns
te desejo uma linda noite
e te ofereço minha amizade com carinho
bjs

Postar um comentário